Cinema Indie trata de realidades do cenário americano e mundial

Postado em 11 de agosto de 2017 por webmaster

Na coluna Estrelas do Indie, três obras-primas que tive a oportunidade de assistir nas duas últimas semanas.

O filme “Terra Selvagem”, que estreia ainda este mês no Brasil, é baseado em fatos reais, e, especialmente para nós, estrangeiros, mostra os graves problemas enfrentados pelos nativos americanos, especialmente as mulheres que residem nas reservas indígenas do pais. O filme é um grito de alerta, dirigido por Taylor Sheridan, o ator de NCIS que hoje domina a cena como diretor indicado ao Oscar. Estivemos com ele num bate-papo após uma sessão do filme em Los Angeles. Divertido e simpático, o diretor, que morou no estado de Wyoming, onde o filme se passa, teve a ideia de escrever o roteiro após o assassinato de uma das meninas da comunidade indígena próxima onde residia. Mais que um filme muito bem feito, “Terra Selvagem” tem a função de chamar a atenção para um problema esquecido pelos governantes dos EUA. Bola dentro!

Terra Selvagem

Cory (Jeremy Renner), caçador de coiotes e predadores traumatizado pela morte da filha adolescente, encontra o corpo congelado de uma menina em meio ao nada e inicia uma investigação sobre o crime com o auxílio de uma agente novata do FBI (Elizabeth Olsen) que desconhece a região. Fonte: Adoro Cinema

Data prevista de lançamento no Brasil 31 de agosto de 2017 (1h 50min)
Direção: Taylor Sheridan
Elenco: Elizabeth Olsen, Jeremy Renner, Kelsey Asbille mais
Gênero Suspense

 

 

“Detroit” é um filme tenso, triste, realista, e mostra um episódio que aconteceu no motel Algiers, em Detroit, no ano de 1967, durante a rebelião que por 5 dias tomou as ruas da cidade. O interessante é que a guerra entre a polícia branca e os negros está nos livros de história, mas a tortura que aconteceu naquele motel é desconhecida pela a maioria avassaladora dos norte-americanos. O filme não é fácil de ver, mas nos dá uma aula sobre a história do país. A diretora Kathryn Bigelow optou por rodar Detroit no estilo documentário, e o resultado é brilhante. Numa conversa com o público depois da sessão que assisti, os atores contaram que eles não receberam o roteiro completo, apenas algumas de suas cenas, pois a diretora não queria que nem eles soubessem qual seria o destino dos seus personagens. Com isso sua câmera captou reações autênticas. Will Poulter, que interpreta um perverso policial, confessou que durante as filmagens caiu no choro, depois que seu personagem tortura uma das suas vítimas no motel. O ator, que é uma simpatia e, como os colegas disseram, não tem absolutamente nada do seu personagem, afirmou que este foi o trabalho mais desafiador de sua carreira até hoje, mas que valeu cada segundo do aprendizado.

“Detroit” será lançado no Brasil em setembro e já é um forte candidato a concorrer a várias premiações em Hollywood. Anote na agenda porque, com ou sem troféus, é um dos filmes imperdíveis.

Detroit

No ano de 1967, a cidade de Detroit, no estado do Michigan, viveu cinco dias de intensos protestos e violência. Um ataque policial na cidade resulta em um dos maiores e mais intensos tumultos na história dos Estados Unidos. No meio do caos, um episodio no motel vai mudar para sempre a vida de quem estava la. Fonte: Adoro Cinema

Data prevista de lançamento no Brasil 7 de setembro de 2017 (2h 23min)
Direção: Kathryn Bigelow
Elenco: John Boyega, Anthony Mackie, Will Poulter mais
Gênero Drama
Nacionalidade EUA

Trailer legendado:

 

 

Dez anos depois que seu documentário, “Uma Verdade Inconveniente” ganhou o Oscar, Al Gore, ex-presidente dos EUA, retoma o tema em “Uma Verdade Mais Inconveniente”. Eu, pela primeira vez, conheci pessoalmente uma das mais importantes figuras da política do pais que escolhi viver. E se foi importante Al Gore alertar sobre o perigo do aquecimento global há 10 anos, agora é ainda mais fundamental, já que o atual presidente dos EUA, Donald Trump, acha o assunto banal e sem importância. E em seus poucos meses no governo tomou medidas que representam um retrocesso gigantesco nas ações que empresários e nações pelo mundo afora tinham acordado em tomar para evitar que a situação do planeta se agravasse e nos sofrêssemos as consequências. Não é por diversão que devemos assistir a este documentário, é necessário, pois o mundo inteiro vive os impactos da crise climática, e todos temos obrigação de nos conscientizar e provar que unidos podemos desbancar os absurdos que Trump e sua trupe, tentam emplacar como verdade absoluta. O aquecimento global é problema sim e é um pepino que cada um de nos pode ajudar a descascar. Fica a dica!

Uma Verdade Mais Inconveniente

Dez anos após “Uma Verdade Inconveniente” ter alertado sobre a necessidade da união entre países para tratar a crise iminente envolvendo o aquecimento global, o Ex Vice-Presidente dos EUA, Al Gore retorna ao tema para mostrar não apenas as consequências práticas da crise climática, mas também os avanços obtidos na obtenção de energia através de fontes naturais. Fonte: Adoro Cinema

Data prevista de lançamento no Brasil 9 de novembro de 2017 (1h 40min)
Direção: Bonni Cohen, Jon Shenk
Elenco: Al Gore

Trailer Legendado:

 

Tags:, , ,




DEIXE UM COMENTÁRIO