Crossover CW: O melhor e o pior

Postado em 7 de dezembro de 2017 por webmaster

Por: Raquel Zambon

Quatro séries, vinte e quatro personagens e duas noites que representaram o melhor evento televisivo do ano: assim podemos resumir o crossover de “Supergirl”, “Arrow”, “Flash” e “Legends of Tomorrow” realizado pela CW na última semana.

Fãs de uma, duas ou todas as séries do Arrowverse pararam para assistir o crossover, que bateu a marca de melhor audiência da CW nos últimos seis anos! A proposta de unir as séries começou tímida com “Arrow”/”Flash” e acabou se tornando um grande negócio para a emissora, que não tem medido esforços para desenvolver episódios dignos de cinema.

Confira as nossas opiniões sobre os melhores e piores momentos de “Crise na Terra X”:

O MELHOR

O casal Sara e Alex

Sara Lance é, definitivamente, a personagem que segura toda a trama de “Legends of Tomorrow”. Juntar Sara com Alex Danvers, que também é uma personagem interessante, foi uma das melhores ideias do crossover.

O romance de uma noite trouxe continuidade para o término do relacionamento de Alex e Maggie, além de cenas engraçadíssimas. O melhor momento das duas personagens foi na porta da igreja do casamento de Iris e Barry, quando Sara pergunta “Como vai a sua bunda?”, se referindo ao tombo que Alex tomou da cama naquela manhã. Em geral, as cenas das duas garantiram lutas incríveis e muitas risadas!

A volta de Tommy Merlin

Os fãs de Colin Donnell certamente ficaram felizes com a rápida participação do ator, que trouxe boas lembranças da primeira temporada de “Arrow”. Nas últimas temporadas, Oliver Queen perdeu a conexão com algumas das pessoas e temas que fizeram dele quem é. O personagem não se lembra de Tommy, parece não se importar com a morte de Laurel Lance e perdoou completamente Slade Wilson, mesmo depois de ele ter matado sua mãe.

A impressão que temos é que os roteiristas de Arrow se esqueceram um pouco dos momentos que marcaram a vida do Arqueiro Verde. Neste sentido, lembrar de Tommy Merlin foi muito positivo para a trama da série.

Momentos de Humor

Fãs de filmes de heróis como “Vingadores”, “Guardiões da Galáxia” ou “Liga da Justiça” podem perceber que o crossover seguiu a mesma linha bem-humorada que vem sendo apresentada neste tipo de filme.

Muitas piadas permearam os quatro episódios, deixando a trama mais leve. Uma das melhores foi a Canário Negro se referindo ao robô de uma luta como “Exterminador”, o que gerou o comentário “Eu adoro uma boa referência de cultura pop num momento de crise” feito por Cisco.

Efeitos Especiais x Evolução da História

Para uma produção de orçamento relativamente baixo, os efeitos especiais de “Crise na Terra X” surpreenderam. Entretanto, o crossover não ficou dependente destes efeitos para impressionar: os episódios abordaram bem a história de cada personagem, trazendo momentos marcantes para a evolução das séries como a morte de Stein e os casamentos. Por falar em casamento, existe algum fã que não esteja feliz com a união de Olicity? Foi muito lindo!

O PIOR

Retorno de Eobard Thawne

Mais alguém cansado do retorno repetitivo de Eobard Thawne à trama de “Flash”? Sei que ele é responsável pela morte da mãe do Barry, mas a aparição constante do personagem está ficando enjoativa. Em alguns momentos, a falta de coragem do Flash para dar um fim definitivo ao vilão incomoda.

Leo Snart x Rory

O personagem Rory perdeu grande parte de sua identificação com o público quando suas interações com Snart saíram de cena.

Ver Leo Snart com Rory por um momento foi muito bacana, mas, infelizmente, a cena foi rasa e rápida. O tema poderia ter sido melhor explorado no crossover, mas isso é sempre difícil quando se tenta contar tantas histórias ao mesmo tempo.

Atuações

A morte de Martin Stein foi um marco para “Legends of Tomorrow” e para o “Arrowverse” em geral. Entretanto, a proposta de final emocionante do crossover foi bastante afetada pela atuação fraca de Franz Drameh (Jefferson Jackson). Na cena da morte de Stein, o sofrimento do ator estava tão mal representado que chegou a ser cômico. Uma falha complicada na trama…

Além de Franz, temos que admitir que Melissa Benoist não convenceu como Overgirl. A atriz, que é sempre excelente no papel de Supergirl, parece não ter muita prática em interpretar vilões.

E vocês, o que acharam do crossover 2017? Incrível ou nem tanto? Para aqueles que amaram, uma coisa é certeza: no ano que vem, tem mais!

Tags:, , , , ,




DEIXE UM COMENTÁRIO