Diretor do filme “Vice” conta como Christian Bale salvou sua vida

“Vice” é um dos meus favoritos indicado ao Oscar na categoria melhor filme este ano. Tive a honra de assistir em uma sessão privada, em Los Angeles, que contou com a presença do divertido e simpático diretor, Adam McKay, também indicado ao Oscar na categoria melhor diretor (ele já havia sido indicado na categoria roteiro adaptado pelo filme “A Grande Aposta”, em 2016). Em tempos de muita turbulência política na “Trumplândia”, que anda causando rebuliço até mesmo dentro do partido republicano, este filme é mais relevante do que nunca, pois conta a história real da ascensão de Dick Cheney (Christian Bale), ao se tornar o homem mais poderoso do mundo. Vice-presidente de George W. Bush, (Sam Rockwell), também republicano, ele remodelou os Estados Unidos e o mundo, gerando mudanças que permanecem até os dias de hoje.

As ações nada éticas de Dick Cheney foram muito bem representadas por Christian Bale, que já ganhou o Globo de Ouro e o Prêmio da Associação dos Críticos dos EUA, na categoria melhor ator, além de estar indicado ao Oscar. Bale causou polêmica em seu discurso no Golden Globes, pois agradeceu ao demônio, referência que fez ao próprio Cheney, que ainda vive, assim como sua esposa Lynne Cheney, no filme, interpretada por Amy Adams, que está brilhante no papel e também indicada ao Oscar na categoria melhor atriz coadjuvante. Liz, a filha mais velha do casal, que também atua na política, chegou a postar um tweet condenando o discurso de Bale. Ainda assim, quando assistimos ao filme e vemos as atrocidades que seu pai, incentivado pela sua mãe e por ela mesma fizeram não só com o povo nos EUA, como com a filha mais nova que é lésbica, entendemos porque o ator fez a referência.

Para muitos no Brasil que desconhecem a história e acreditam que os EUA não tem defeitos e é o melhor país do mundo, este filme, além de entreter, vai educar, pois revela algumas verdades sobre a guerra contra o Iraque, o governo Bush e até o ataque de 11 de Setembro.

Essa já e uma razão e tanto que torna “Vice” imperdível, sem contar que o roteiro e as performances estão impecáveis, assim como a direção, ou seja, todas as indicações ao Oscar são mais que merecidas.

No bate-papo animado após a sessão que estive em LA, o diretor Adam McKay afirmou que espera que Dick e sua família assistam ao filme, especialmente a sua filha mais jovem, que vocês vão entender o porquê quando virem o filme também. Aliás, ele elogiou muito Amy Adams e Christian Bale pela dedicação aos seus personagens. Inclusive foi graças a uma dica do ator que Adam percebeu que estava infartando ano passado. Na pesquisa que Bale fez para interpretar Dick, ele descobriu outros sintomas do infarte, além dos mais conhecidos por todos, e comentou com o diretor, o que indiretamente contribuiu para salvar a sua própria vida. Segundo Adam, este já é um grande mérito do seu filme, agora com todos os prêmios e indicações que recebeu, além da ótima receptividade do público, o diretor tem ainda mais motivos para celebrar.

 

 

“Vice” estreia no Brasil nesta quinta-feira, dia 31 de janeiro, anote já na agenda e vá correndo ao cinema conferir!

Trailer legendado:

 

 

Elenco: Christian Bale, Steve Carell, Amy Adams, Sam Rockwell, Jesse Plemons, Shea Whigham, Alison Pill, Lily Rabe, Eddie Marsan, Tyler Perry, Justin Kirk, Bill Camp, Fay Masterson, Lisa Gay, Hamilton Casey, Sander Fabiana, Rares Ginger Horne
Direção: Adam McKay
Gêneros: Drama
Inadequações: Drogas Lícitas/Violência/Linguagem Imprópria
Duração: 133 minutos

Recomendado para você

Compartilhe

Um comentário sobre “Diretor do filme “Vice” conta como Christian Bale salvou sua vida

  1. Quero muito ver esse filme, estou bem aniosa! Eu, pessoalmente adoro pesquisar e ver filmes e documentários sobre política e temas polêmicos, como é o caso de um assunto tão atual como o brexit o filme legendado que vai estrear neste mês. Eu assisti o trailer e achei muito incrível como o Benedict Cumberbatch está irreconhecível. Eu acredito que esta produção tenha tudo para ser um dos dramas mais interessantes do ano, seja pelas atuação como a trama em si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *