Do desejo à realidade! Feliz vida para todas as mulheres!

Por: Camila Sá

Mudar dá muito medo. Assusta demais a ideia de fazer algo diferente do que costumamos, sem mais nem menos, e romper um tipo de comportamento não é tão simples quanto parece. A gente se preocupa com o que vão achar, se vai dar certo, se é isso mesmo que deve acontecer, por que o que tenho não me basta? Precisa mesmo ser diferente? Como será daqui pra frente?

Ufa. Quantas perguntas, quantos pensamentos cruzados. PÂNICO. Nós somos tão livres pra mudar a nossa vida, a qualquer momento, que a independência parece se tornar uma prisão, viramos reféns da nossa mente. É como se a sua mãe te soltasse num parquinho, te dando a opção de escolher qualquer brinquedo, e você perdesse a vontade de se divertir, como se não tivesse graça.

Foi aí, depois de muita frustração e cansaço, que me rendi. Eu aprendi que precisamos tomar as rédeas das nossas vidas. É engraçado falar assim, mas é necessário lembrar, por mais óbvio que pareça, que a vida é sua. Você pode fazer o que quiser com ela. Errar, recomeçar, voltar para onde você estava porque descobriu que era lá mesmo que queria ficar. Fugir, inventar outra realidade ou até mesmo fingir que o que você não quer te satisfaz.

Temos tanto medo de fazer escolhas e nos esquecemos que não escolher também é uma decisão, da qual as consequências também temos que assumir. Já parou pra pensar nisso? Eu demorei um pouco pra me tocar.

E se você achar que “chegou lá”, quando finalmente fez uma opção e correu atrás dela, eu vou ter que te parar por aí: o lá não existe, tá? Ninguém vai ser feliz pra sempre quando conseguir o trabalho dos sonhos, fizer aquela viagem que esperou a vida inteira, casar e ter filhos ou comprar um carro. Quando você realiza o que sempre quis, pasme, não muda “nada”.

A sua trajetória até lá é o que vai te fortalecer e te mostrar que tudo aquilo que precisa já está aí dentro de você. É, eu estou falando sério. Vamos lembrar do quanto batalhamos pra conseguir tal coisa, das noites de sono perdidas, das pessoas que nos estenderam a mão e de como fomos capazes de mudar a própria realidade com um objetivo acompanhado de ações.

Neste Dia das Mulheres, em 2018, eu desejo que você lute pela vida que deseja ter. Caso ninguém acredite que vai dar certo: eu acredito! Levanta e anda.

Recomendado para você

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *