Comportamento nas redes sociais é reflexo do caráter das pessoas

Eu sou fã da era digital e como já mencionei várias vezes que acho excelente as pessoas terem total liberdade de se expressarem como e quando quiserem nas redes sociais.

Infelizmente, nem todos aproveitam com educação da sua liberdade de expressão. Além de postarem comentários maldosos, racistas e preconceituosos em suas próprias contas no Twitter, Facebook, Instagram, entre outras plataformas, alguns fazem questão também de deixar comentários grosseiros nas postagens de pessoas que, na maioria das vezes, nem mesmo conhecem.

Eu leio e vejo muita coisa que discordo nas redes sociais, mas sou extremamente cautelosa ao postar um comentário, pois acredito que podemos e devemos dar a nossa opinião, mas sempre com classe e com argumentos apropriados, que deem embasamento ao comentário, pois se você vai contra a opinião de alguém, você deve aproveitar, de forma inteligente, a chance que tem de discordar, não apenas comentar por comentar, julgar por julgar ou criticar por criticar, pois isso só demonstra a sua ignorância e falta de educação.

Outro dia postamos uma matéria sobre o cantor, compositor e drag queen brasileiro, Pabllo Vittar, que por sinal admiramos muito. Alguns comentários que recebemos na página do Hollywood é Aqui no Facebook nos entristeceram profundamente. Feitos por pessoas maduras, homens e mulheres de muito mais de 35 anos de idade, que fizeram questão de atestar, sem argumentar, o quanto detestam o artista e sua música.

Não tem absolutamente nada de mais você não gostar de um cantor ou de seu trabalho, isso é perfeitamente normal, mas a forma como as pessoas dão suas opiniões é que me deixa assustada. Considerando que a maneira como você escreve descreve muito a sua personalidade, comentários cheios de palavrões e ofensas não significam que você não gosta do Pabllo Vittar, mas demonstra a sua total ausência de caráter. Isso sem contar com as palavras preconceituosas em relação à orientação sexual de Pabllo. Confesso que me apavora, envergonha e entristece saber que o Brasil, pais onde nasci e cresci, tem o maior índice de preconceito e violência contra a comunidade LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transgênero e intersexo) do mundo. Como se um ser humano tivesse o direito de julgar o outro por ser ele(a) mesmo(a).

Eu amo ser brasileira e mais ainda trocar ideias com as pessoas nas redes sociais. Gosto até mesmo de ouvir e ler opiniões divergentes das minhas, quando escritas com educação. Sempre falo que o melhor presente que o Hollywood é Aqui me deu foram os amigos que fiz nos últimos 7 anos, graças a este projeto.

Mas, por outro lado, desprezo pessoas preconceituosas, comentários ofensivos, criticas severas e infundadas. E, por isso convido os amigos que compartilham conosco da vontade de criar um ambiente pacífico e saudável nas redes sociais a entrarem nesta luta conosco. Afinal, o melhor remédio para o tratamento ao desrespeito e falta de educação e celebrar as nossas diferenças e ainda honrar Pabllo Vittar como símbolo dos festejos do mês de junho, conhecido como mês do orgulho LGBTI, no Hollywood é Aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *