Coreia é Aqui: Romance e nostalgia, a receita que tem dado certo na Coreia do Sul

Por: Luana Mattos

Para os fãs das produções sul-coreanas só existe uma certeza: em algum momento você vai chorar (e muito), mas, antes disso, você também irá se emocionar, vibrar e dar boas risadas junto a personagens cativantes.

Em “A Garota do Século 20”, novo longa sul-coreano que estreou na Netflix na última sexta-feira, 21, não foi diferente. Embora o trailer parecesse entregar o jogo logo de cara, o drama romântico surpreendeu com uma reviravolta inesperada.

Não é a primeira vez que a Coreia do Sul aposta na década de 90 para ser o pano de fundo de suas produções, essa mesma receita foi usada no drama “Vinte e Cinco, Vinte e Um”, também distribuído pela Netflix, e foi um sucesso na Coreia do Sul e em outros países onde foi exibido, como o Brasil.

E foi no ano de 1999, na virada do século, que a protagonista Na Bo-ra (Kim Yong Jung) embarcou num triângulo amoroso perigoso ao investigar sobre Baek Hyun-jin (Park Jun-woo), o suposto interesse amoroso de sua melhor amiga.

Como já era de se esperar, as coisas acabaram fugindo um pouco do controle, e Na Bo-ra se vê dividida entre seus sentimentos e sua melhor amiga recém-operada. E o que era para ser um gesto altruísta, acabou marcando a vida dela para sempre.

Ao assistir esse drama adolescente – nada clichê, prepare-se para as lágrimas, as risadas e, principalmente, para aquele sentimento de vazio no final, pois quando os créditos sobem você irá desejar que esta história não tenha realmente acabado.

Sinopse: Em 1999 –o último ano do século 20, Bo-ra, de 17 anos, encontra seu primeiro amor. Bo-Ra é a melhor amiga de Yeon-Du, que frequenta a mesma escola. Yeon-Du tem uma queda por Hyun-Jin. Ela pede a Bo-Ra para descobrir tudo sobre Hyun-Jin e vai para os EUA para fazer uma cirurgia cardíaca. Depois disso, Bo-Ra começa a observar Hyun-Jin de perto. Anos depois, no século 21, as notícias sobre seu primeiro amor revivem seu romance adolescente que pensava ter esquecido. (Fonte: Adoro Cinema)

 

 
O filme, que foi aclamado pela crítica internacional, já conquistou o TOP 10 na Netflix, e uma avaliação de 100% no site Rotten Tomatoes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *