SXSW 2019: Lançamento de “Booksmart” marca a estreia de Olivia Wilde como diretora

Olivia Wilde fez teste de elenco para o personagem de Marissa Cooper em “The OC”. Misha Barton acabou levando o papel, mas os produtores da série amaram tanto Olivia que escreveram Alex para ela. O beijo de Marissa e Alex, que namoraram em “The OC”, ficou marcado na história da televisão, pois foi o primeiro beijo na boca de duas jovens em uma emissora de canal aberto, super tradicional, como a Fox, que na época exibia o seriado. E assim Olivia Wilde entrou na minha vida. Permanecendo através de alguns dos meus filmes favoritos, nos quais atuou ao longo dos anos, incluindo “Um Brinde à Amizade”.

O que sempre me chamou atenção na atriz, além do seu talento, foi a sua versatilidade. Olivia produziu e atuou em projetos diferentes e arriscou em personagens e roteiros controversos. Se hoje ainda existe preconceito com a comunidade LGBTQ, há 20 anos muitas jovens atrizes teriam medo de interpretar personagens lésbicas ou bissexuais e ficarem estigmatizadas em Hollywood. Mas não Olivia, a irlandesa, que produz e atua, é uma ativista, tem uma família incrível e um bar, em Los Angeles, chamado NO NAME, onde não se pode tirar fotos, e só entra quem tem um amigo do amigo que já esteve no local. Olivia, o marido Jason Sudeikis e um casal de amigos abriram o bar para receber os amigos (e os amigos dos amigos). No NO NAME encontrei Dakota Johnson, que sentou numa mesa ao meu lado. Deve ser especialmente divertido para Dakotinha visitar o local, já que e a silhueta dela que indica a porta do banheiro feminino.

O trabalho de Wilde, aliado ao seu carisma, fez dessa atriz um modelo para a nova geração. Ela é a prova que dá para administrar uma bela família, uma carreira de sucesso e projetos sociais. A cereja do bolo dessa mulher alto astral, inteligente e super fofa é que, finalmente, ela dirigiu seu primeiro filme, “Booksmart”, que estreou no SXSW e vai entrar em cartaz no Brasil dia 13 de junho deste ano.

“Booksmart” conta a estória de duas grandes amigas, Amy (Kaitlyn Dever) e Molly (Beanie Feldstein), conhecidas por serem as maiores CDFs da escola estão prestes a terminar o ensino médio. Faltando poucos dias para o grande momento, elas percebem que estão arrependidas por terem estudado tanto e se divertido tão pouco. Determinadas a não passarem por todo esse tempo sem nenhuma diversão, elas decidem correr atrás dos 4 anos perdidos em apenas uma noite. Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-171227/


Na mesma vibe de “Lady Bird”, o filme de Olivia também conta com a maravilhosa Beanie Felstein, que foi Julie, a melhor amiga de Saoirse Ronan na obra de arte de Greta Gerwig. E ela está acompanhada de um elenco de primeira, que também tive a chance de conhecer em um bate-papo na casa do Twitter, no festival, em Austin. O filme vai bombar e eu já estou orgulhosa por ter tido a chance de ficar frente a frente com essa galera do bem, que se dedicou de corpo e alma aos seus personagens e fez questão de agradecer Olivia pela oportunidade e por ter sido uma diretora que criou um ambiente maravilhoso no set, todos afirmaram que a turma virou uma grande família.


Olivia estava emocionada, comemorando mais uma vez seu aniversário no SXSW, ela fez um agradecimento especial ao festival: “eu ja estive aqui várias vezes promovendo o lançamento de filmes em que atuei, mas meu sonho era estar aqui por um filme que dirigi. SXSW obrigada por torná-lo realidade. Eu adoro comemorar meu aniversário com vocês”, Claro que eu estava na primeira fila, da minha residência predileta no festival, aplaudindo efusivamente essa atriz que nunca teve medo de correr riscos. O resultado estreia na telona em breve e, sem dúvidas, vai encher o nosso coração da energia da juventude que, nem que seja por uma noite, sai da caixinha e experimenta fazer coisas que nunca fizeram antes.

E o risco é diferente para cada um de nós, alguns querem mudar de casa, de cidade ou de país; outros casam, têm filhos e tem quem queira jogar a carreira para o alto ou ser bem sucedido na que escolheu. Qualquer que seja o seu desejo, mergulhe de cabeça. Afinal, não dá para ter uma vida perfeita. Precisamos de um pouco de aventura, como as meninas em “Booksmart”, e precisamos correr risco, como Olivia Wilde, uma estrela inspiradora, numa indústria que tem dificuldade em reciclar. A sua carreira e sua trajetória são um exemplo que vale ser admirado. Eu já era fã nos tempos de “The OC”, hoje sou uma profunda admiradora.

Data de lançamento: 13 de junho de 2019 (1h45min)
Direção: Olivia Wilde
Elenco: Kaitlyn Dever, Beanie Feldstein, Lisa Kudrow mais
Gênero: Comédia
Nacionalidade: EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *