Apresentando os Ricardos: Filme retrata bastidores da carreira e casamento da estrela Lucille Ball

Lucille Ball é um dos maiores ícones de Hollywood. Ela entrou para história do entretenimento, assim como seu casamento com seu parceiro de cena, Desi Arnaz.

O diretor e roteirista de “Apresentando os Ricardos” (Being the Ricardos), Aaron Sorkin, na companhia de seu elenco estelar Nicole Kidman (Lucille Ball), Javier Bardem (Desi Arnaz), Nina Arianda (Vivian Vance) e J.K. Simmons (William Frawley), fala sobre o projeto numa conversa depois de uma sessão online exclusiva do filme, promovida pela Variety.

“Foi um projeto muito especial pra mim, na verdade o que vocês viram no filme é baseado em fatos que aconteceram na carreira de Lucy e Desi e no relacionamento deles durante dois anos. Tive cuidado para que a linha do tempo do roteiro fizesse sentido. Foi trabalhoso, mas muito prazeroso. Eu cresci com os dois e sempre quis prestigiá-los em um trabalho. Já a direção foi fácil, pois esse grupo de atores dá um show”, diz Aaron.

Nicole Kidman retribuiu o elogio a Aaron: “impressionante como o roteiro era brilhante. Isso facilitou meu trabalho, pois não é fácil interpretar alguém como Lucy Ball, a expectativa de todos é grande, ela é uma diva da TV nos EUA e no mundo. Mas o cuidado e o suporte que Aaron nos deu fez toda a diferença, assim como o cuidado dele com os detalhes de maquiagem, figurino e cabelo, que me ajudaram a incorporar o personagem”.

 

 

O ator Javier Bardem lembra também do empenho de toda a equipe, “impressionante como todos que trabalharam nessa produção estavam comprometidos. Aaron é um excelente comandante. Ele se cerca de pessoas que ele confia e dá autonomia a todos. O que é importante e ajuda muito a nossa performance. Além de ter sido uma honra interpretar o Desi, que faz parte da história, tendo Nicole como parceira. Foi especial”.

 

 

A atriz Nina Arianda também celebra o diretor/roteirista e sua personagem: “Aaron é um renomado e experiente roteirista em Hollywood, isso todo mundo já sabe, mas ele não dirigiu muitos filmes, embora pareça que ele tenha nascido fazendo isso. Ele é um diretor cuidadoso, tem uma visão maravilhosa. Trabalhar com ele nesse projeto, interpretando Vivian Vance, essa personagem doce e complexa, foi um grande presente, especialmente durante a pandemia. Foi uma injeção de ânimo”.

 

 

J.K Simmons não fica atrás em tecer elogios ao projeto: “eu era fã desse show. Imagina a honra que foi pra mim dar vida a William Frawley? Eu acho que esse tipo de trabalho, na companhia de um grupo de atores excepcional, uma equipe de primeira sob o comando de um diretor como Aaron é tudo que eu precisava na minha carreira nesse momento. Espero que o público goste tanto de assistir ao filme, como a gente gostou de participar.”

Eu curti demais o filme, até porque já tinha estudado muito sobre Lucy e Desi nos meus cursos de entretenimento em LA. Aprendi ainda mais sobre a dinâmica deles em frente às câmeras e, especialmente, sobre os dramas que rolavam nos bastidores do sitcom e as verdades de seu relacionamento.

Nicole Kidman e Javier Bardem são favoritos na corrida do Oscar nas categorias de melhor atriz e melhor ator. Eles realmente estão arrasando. E se você já viu um episódio do show “I Love Lucy” vai ficar ainda mais impressionado com a caracterização dos atores, o cenário, realmente, o trabalho está impecável.

“Apresentando os Ricardos” já está disponível no Prime Brasil e vale a pena conferir.

Sinopse: Em “Being the Ricardos”, Lucille Ball (Nicole Kidman) é contratada pela RKO Pictures em 1939. Ela consegue pequenos papéis em grandes produções de estúdio, mas aparece principalmente em filmes de baixo orçamento. Ela conhece o carismático cantor cubano de 22 anos Desi Arnaz (Javier Bardem) e os dois se apaixonam instantaneamente, se casam e compram uma casa em Hollywood. Em 1948, ela é escalada para o programa de rádio “My Favorite Husband”, que se torna um sucesso. O programa atrai o interesse da CBS e da Philip Morris, mas Ball só concorda se Desi interpretar o marido na tela. Em 1953, o show é renomeado “I Love Lucy” e se torna um grande sucesso com quase 60 milhões de espectadores a cada semana. Na noite da filmagem ao vivo, um artigo de jornal considera Lucy uma comunista. Lucy admite, mas Desi insiste em não dizer a verdade. Eles agora estão enfrentando uma crise que pode acabar com suas carreiras e seu casamento. (Fonte: Adoro Cinema)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *