Cães Selvagens: Dilemas na telona

Por: Thaís Marinho

Três prisioneiros que acabaram de sair da prisão tentam manter-se na linha e adaptar-se à vida civilizada porém, como estão financeiramente falidos e sem perspectivas, aceitam como trabalho sequestrar um bebê já que o pagamento é tão alto que assegurará longos anos de muito conforto e fartura.

Troy(Nicolas Cage), Mad Dog( Willem Dafoe) e Diesel (Christopher Matthew Cook) são personagens que fogem da linha gangsters, são bandidos decadentes que só conseguem sexo com prostitutas em casa de striptease, bebidas baratas e se drogam bastante, principalmente Mad Dog. Tenho que elogiar bastante Dafoe e Cage pela excelente interpretação, deram um show ao aprofundar a personalidade e dilemas de seus protagonistas.

A história é envolvida com cenas em preto e branco, algumas representando alucinações e outras com bastante violência que eram tão explícitas que eram até artificiais, os efeitos visuais e sonoros combinaram bastante com o estilo do filme.

É quase uma viagem acompanhar a trama dos bandidos já que estão empenhados em executar seu plano, como esperado algumas coisas saem do controle e tudo começa a desmoronar e percebe-se que cada personagem tenta redimir-se com algo ou apenas tentar seguir a sua vida. Troy tenta fazer tudo sem complicações e ainda tem raiva do sistema, Mad Dog é o mais insatisfeito com o rumo que sua vida tomou enquanto Diesel perde cada vez mais o interesse na vida suburbana, na esposa e até nos crimes.

A condução do enredo foi lenta e bem amarrada, não tendo pontas soltas e deixando algumas questões subentendidas, por mais que o passado dos personagens não tenha sido muito bem explorado, poderia ter feito um flashback, mas a espectador pode imaginar um pouco a vida de cada um.

Gostei bastante da forma como o humor foi inserido, em muitos momentos as piadas por mais cruéis que eram davam um toque a mais e muitas delas vindas de Mad Dog, que foi o personagem mais interessante de acompanhar. A violência é outro ponto bastante intenso na trama, foi intensificando-se ao decorrer da história, em alguns momentos fiquei até surpresa com a frieza e domínio das execuções.

“Cães Selvagens” é um filme para público específico pois alguns pontos podem incomodar as pessoas e é uma história que tem muitas cenas gráficas artificiais que pulam da tela para o público, outras cenas e diálogos são vazios e outras forçadas. Não espere um filme repleto de ação e suspense. Eu gostei bastante, mas diria que para entendê-lo teria que assistir novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *