Avó de Dakota Johnson é Estrela de Cinema em Los Angeles

Para comemorar os meus 7 anos morando nos EUA, no último sábado, dia 3 de setembro, fui pegar um cineminha no Hollywood Cemetery, um dos programas mais tradicionais na Cidade dos Anjos, que todo angeleno (morador de LA) deve fazer pelo menos uma vez a cada verão.

cinema_LA_07anos3

É o quarto ano consecutivo que prestigio o evento, um dos meus favoritos da estação. Desta vez, escolhi um dos filmes mais clássicos da história da indústria do cinema: “Os Pássaros”, estrelado pela linda e talentosa Tippi Hedren, avó da nossa Dakota Johnson, mãe de minha diva Melanie Griffith e dirigido por Alfred Hitchcock, que por sinal descansa em paz no local, em frente ao paredão onde foi exibido um de seus maiores sucessos.

 

cinema_LA_07anos4_new

O local pode não ser muito convencional, mas garanto que a paz reina e tem uma energia incrível, além de admirarmos o pôr-do-sol, antes da exibição do filme um ótimo DJ levanta o astral da galera enquanto curtimos um delicioso piquenique colocando o papo em dia com as amigas e brindando a vida com um vinhozinho. É tão agradável que até esquecemos que de fato estamos em um cemitério.

cinema_LA_07anos1

cinema_LA_07anos6

cinema_LA_07anos5

Além do que “Os Pássaros” é um filme cativante. Não só pela beleza de Tippi, como pela genialidade de Hitchcock que conta a história do ataque, sem explicação, de pássaros na pequena cidade de Bodega Bay, muito antes de existir o apocalipse zumbi, que se compara ao fenômeno abordado no filme, e de “The Walking Dead” ser um bem-sucedido fenômeno na TV. Os efeitos especiais chegam a ser engraçados, para nós acostumados com a tecnologia, podemos dizer que são até toscos mas, verdade seja dita, o que vale é a ideia e temos que dar todo o crédito ao cineasta que em 1963 já abordava a temática que é moda no século XXI. Isso sem contar que a personagem principal Melanie, interpretada por Tippi, é muito a frente das mulheres de seu tempo, e corre atrás do seu amor sem frescuras. Em suma, assistir novamente “Os Pássaros”, depois de vários anos (a última vez que vi o filme foi nos anos 90 ainda) me deu até a impressão que as mulheres de hoje não pensam tão fora da caixa como a protagonista de Hitchcock, acho que ele até ficaria surpreso de ver que, ao contrário da tecnologia, a sociedade mesmo avançou muito pouco nos últimos 53 anos e ele, com todas as suas controvérsias, continua sendo um revolucionário.

 

 

Se você não assistiu ainda ao filme, vale muito conferir ou, se já viu, vale rever, assim como anotar a dica deste programa imperdível em LA.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *