De volta aos anos 80 com Stranger Things

Por: Luan Menezes

Já vou começar a matéria dessa semana dando meu parecer sobre a série que iremos indicar hoje. “Stranger Things” é a melhor de 2016!!!! Poder reviver grandes clássicos da década de 80 de uma forma singular chega a ser tocante para os amantes de filmes e seriados, um drama surpreendente! Parabéns “NETFLIX”.

Todos recuperados da San Diego Comic Con? Melhor cobertura ever! Painéis incríveis, elenco maravilhosos e eis que finalmente surge a mais nova queridinha dos seriadores e tinha que ser do “NETFLIX”!

Stranger things (4)

Aí você deve está se perguntando que série é essa? “Olhe só pai”, para você que estava preso numa redoma, no âmbar ou ainda não teve curiosidade de assistir um episódio, espera mais um pouquinho que irei te contar um pouco mais sobre ela!

Ambientada no ano de 1983, “Stranger Things” decorre na fictícia cidade de Hawkins, Indiana, onde um garoto de 12 anos desapareceu misteriosamente sem deixar rastros. Enquanto procuram por respostas, a polícia local, a família e os amigos do menino acabam mergulhando em um extraordinário mistério envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaturais e uma garotinha muito estranha.

Stranger things (1)

Primeiramente tenho que admitir a série conseguiu me levar a uma viagem pelos meus filmes de suspense e terror preferidos da década de 80 rs. Filmes como “Poltergeist” e “Evil Dead” sendo relembrados em algumas cenas foi um momento singular! Apesar dos grandes críticos afirmarem que a série é baseada nos grandes clássicos, eu diria que “Stranger Things” homenageia grandes nomes, mas vai além disso, com sua história original bem assustadora e quase que ao mesmo tempo uma história linda. Não deixaria de notar grandes referências a “Super. 8”, o que ainda me deixou mais interessado, pois, algo que foi feito por J.J Abrams ter influenciado de alguma forma a série, merece ter um pouquinho mais de atenção (pode ser loucura da minha cabeça).

Os irmãos Duffer (Matt e Ross) não são muito conhecidos, porém junto com Shawn Levy conseguiram criar um ambiente surpreendente com uma roupagem totalmente simples e que deu muito certo. Logo no início dar pra perceber que é diferente. Nas primeiras cenas temos um grupo de amigos saindo para jogar RPG de Dungeons e Dragons (quem nunca?). Seriam eles os “Goonies”? Haha notou a semelhança, não é? Após diversas horas jogando, um dos amigos desaparece quando estava voltando para casa e a partir daí seguimos com o plot principal do show. Além disso, existem algumas histórias que caminham paralelas como do Xerife Hopper e o triângulo amoroso entre o irmão do menino desaparecido, é notável que tudo isso fosse pensando quase minuciosamente, pois, as histórias se conectam quase que perfeitamente deixando o drama ainda mais interessante.

Stranger things (3)

Aí você pensa que a série é uma mistura de vários filmes, com grandes referências e só… Assim como eu você também fica completamente enganado quando termina de assisti os dois primeiros episódios. O dinamismo presente é surreal, pois, existe uma combinação perfeita entre a trama nova e as referências e homenagens aos grandes clássicos. É esse o ponto que mais me interessou, pois, eu sou amante desses filmes apesar de não ter nascido na década de 80. Filmes como “ET”, “Goonies”, “Poltergeist”, “Evil Dead”, e tantos outros, são relíquias que mantenho guardadas no meu HD.

Stranger things (2)

Outro fator que se destaca na série e, sem dúvida, o ponto mais forte é o elenco… Atores mirins com uma responsabilidade de adultos conseguiram deixar aquilo tudo real! Millie Brown já merece prêmios e mais prêmios pela grande atuação dando vida a Onze, Millie conseguiu transmitir aquele drama que a personagem Onze vive, pois, mesmo jovem já tenha passado por muita coisa chega a arrepiar algumas cenas dela com seus amigos, nem preciso comentar que ter o retorno de Winona Ryder, que foi sucesso absoluto em “Edward Mãos de tesouras” e “O Cisne Negro”.

Stranger things (1)

“Stranger Things” já foi renovada para uma segunda temporada e já dizem que dessa vez a série terá referências de Harry Potter… O que mais precisamos para assistir esse show e ficar grudados ainda mais no “Netflix”?

bio_luan_menezes_2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *