Eventos virtuais: O Gambito da Rainha + Zoey e a sua Fantástica Playlist no Deadline Hollywood

Por: Raquel Zambon

Anualmente, o Deadline Hollywood realiza eventos para celebrar os principais filmes e séries do ano na época de premiações. Infelizmente, não conseguimos estar na presença de nossas estrelas favoritas este ano por conta da pandemia… mas os eventos, realizados de forma virtual, foram igualmente incríveis!

O HEA teve a oportunidade de acompanhar as sessões de “O Gambito da Rainha”, grande sucesso do Netflix, e da segunda temporada de “Zoey’s Extraordinary Playlist”. Confira detalhes:

O Gambito da Rainha (The Queen’s Gambit)

Quem poderia imaginar que uma minissérie sobre xadrez seria um dos projetos de maior audiência da Netflix?

A história de Beth Harmon, uma menina que fica órfã e descobre seu talento para o xadrez no orfanato, certamente não chamou a atenção da protagonista Anya Taylor-Joy pela garantia de sucesso. Anya decidiu fazer parte do Gambito da Rainha por sua paixão pessoal pelo projeto e se surpreendeu muito com a repercussão: “É muito bonito poder se conectar com as pessoas em algo que é tão pessoal para você e que acaba se tornando pessoal para elas”, afirmou a atriz.

A luta de Beth com o vício em bebidas, sua amizade com a também órfã Jolene e o relacionamento com Alma, a mulher que a tira do orfanato e considera como filha, são alguns dos fatores que ajudaram o público a se conectar com um show sobre xadrez. Marielle Heller, que interpreta Alma, fala sobre a relação de sua personagem com Beth: “Alma é tão pouco realizada. Ela vê algo na Beth que não pode ter, que é alguém seguindo sua paixão… Com Beth, ela descobre que ainda não está morta e que pode viver sua vida”.

O produtor William Horberg sabia que queria fazer “O Gambito da Rainha” desde o primeiro contato com a história, mas afirmou que o mundo inteiro lhe disse que o show não era comercial o suficiente para ser vendido. William ficou feliz por poder provar que todos estavam errados e por ajudar a trazer alegria ao mundo a em tempos de pandemia. “Eu acho que a Beth Harmon é a heroína que precisávamos em nossas vidas”, completou.

O “Gambito da Rainhaa’ foi indicado ao Globo de Ouro na categoria melhor minissérie drama, assim como a atriz, Anya Taylor-Joy, na categoria melhor atriz minissérie drama. O ator Bill Camp também foi indicado ao SAG Awards (prêmio do Sindicato dos Atores). A série recebeu ainda indicações a outros prêmios, como o Critic Awards.

Zoey e a sua Fantástica Playlist (Zoey’s Extraordinary Playlist)

Se um elenco talentosíssimo, números de canto/dança incríveis e uma heroína extremamente humana ainda não te convenceram a assistir “Zoey’s Extraordinary Playlist”, saiba que o show foi escrito com base na experiência pessoal do criador Austin Winsberg, que perdeu o pai para a paralisia supranuclear progressiva (mesma doença que acomete o pai de Zoey). É esta experiência que traz tanta verdade e emoção ao show, garantindo o sucesso nesta temporada de premiações.

A coreógrafa Mandy Moore ainda não consegue acreditar que, no último Emmy Awards, garantiu um prêmio na categoria de Coreografia por seu trabalho no show. “É maluco, não é? Você nunca se prepara para receber um Emmy, você apenas se prepara para fazer um trabalho do qual tenha orgulho”.

O talento do elenco e o cuidado na criação de cada número musical fez com que o show só recebesse um não, até o momento, para o uso de músicas com direitos autorais, o que é um feito incrível em Hollywood. A música em questão era Till I See you Again, que foi associada à despedida de Paul Walker em “Velozes e Furiosos”. Em respeito ao ator, os autores da música não queriam que ela acabasse sendo associada com qualquer outra coisa.

O sucesso de Zoey’s também tem sido motivo de muita alegria para a protagonista Jane Levy, que ama interpretar a personagem. Jane, que foi indicada ao Globo de Ouro na categoria melhor atriz de série de comédia, destacou os números musicais e a possibilidade de trabalhar com Peter Gallagher como os pontos altos de seu trabalho. “Eu cresci assistindo o Peter em “The O.C.”, então, ele é uma figura paternal para toda a minha geração”, afirmou rindo.

Mais uma vez, agradecemos ao Deadline pela oportunidade de fazer parte destes grandes eventos!

Raquel Gonçalves Zamboni:
É jornalista de Entretenimento e especialista em Comunicação Interna. Divide seu tempo livre entre o vício incurável por televisão, os livros e as gatas Mia e Mel.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *