Golden Globes: Séries rapidinhas indicadas na premiação valem uma conferida

Os viciados em seriados estão sempre procurando uma série nova para assistir, muitas vezes, por conta da correria do dia a dia, precisamos de alguma que possa nos entreter, mas que seja rapidinha.

Eu confesso que só assisti “A Very English Scandal” depois que o ator Ben Whishaw levou o Golden Globes, na categoria melhor ator coadjuvante em minissérie, no domingo passado. Mas foi a melhor decisão que tomei, pois a série tem apenas 3 episódios, de aproximadamente 60 minutos de duração cada um, o que atendia ao tempo que eu tinha disponível, e faz total meu tipo: é baseada em fatos reais, sarcástica, como o humor britânico, e trata de um tema relevante. E mais importante, Ben está mesmo sensacional e mereceu o reconhecimento da sua brilhante atuação nos EUA. Sem contar que Hugh Grant também da um show à parte. Bola dentro! Super indico!

 

vvvvv
A Very English Scandal

Durante os anos 1960, a homossexualidade estava em processo de legalização no Reino Unido. Jeremy Thorpe (Hugh Grant) é líder do Partido Liberal Britânico e esconde seu relacionamento amoroso com outro homem, Norman (Ben Whishaw). Algum tempo depois, quando seu ex-amante ameaça revelar o caso, Thorpe decide elaborar um plano de ação que, eventualmente, acaba expondo todo o escândalo.

2018/ 60min/ Drama
Direção: Russell T. Davies
Elenco: Hugh Grant, Ben Whishaw, Alex Jennings
Nacionalidade: Reino Unido

Fonte: http://www.adorocinema.com/series/serie-22178/

 

Trailer:

 

Talvez eu não tenha amado “Homecoming” como a maioria das pessoas, inclusive os jornalistas que selecionam os indicados ao Golden Globes Awards, que indicaram Julia Roberts na categoria melhor atriz em série dramática. Mas a série é intrigante, prende a atenção, sem contar que são apenas 10 episódios, com apenas 30 minutos de duração cada. E, apesar de não ter tirado meu fôlego, Julia continua sendo uma das minhas atrizes do coração, e merece sempre o reconhecimento pelo seu trabalho, nem que seja pelo conjunto da obra. Na minha opinião, o mais importante de “Homecoming” foi o tema abordado, que nos tempos de Trumplândia está mais em voga do que nunca, e o povo precisa saber que existem centros cometendo atrocidades, como as mostrados na série, espalhados pelo mundo afora.

 

vvvvv

Homecoming

Na série, Heidi Bergman (Julia Roberts) é uma ex-assistente social do Centro de Apoio à Transição de Boas-Vindas, que tem por objetivo ajudar os soldados que retornam da guerra, na transição para a vida civil. Sendo que a razão pelas quais eles precisam passar por este centro, antes de retornar a sua rotina normal, não é clara. Quatro anos depois de deixar o local, Bergman começou uma nova vida, está morando com a mãe e trabalhando como garçonete, mas tem dificuldade em lembrar do período em que trabalhou no homecoming. Quando um auditor do Departamento de Defesa dos EUA (Shea Whigham) questiona Heidi sobre as atividades que realizou no centro, Bergman logo percebe que ela foi enganada sobre o verdadeiro propósito das atividades que realizava lá.

Desde 2018 / 30min / Drama, Suspense
Direção: David Wiener, Eric Simonson
Elenco: Julia Roberts, Bobby Cannavale, Stephan James
Nacionalidade: EUA

 

Trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *