Michelle Williams mostra personalidade com sua trajetória no cinema

No seriado “Dawson’s Creek”, Michelle Williams, era Jen Lindley e na época a atriz se preocupava que não tinha muitas cenas nos episódios, pois o foco da série era o triângulo amoroso Dawson (James Van Der Beek), Joey (Katie Holmes) e Pacey (Joshua Jackson), como ela mesma comentou em uma recente entrevista:

“Às vezes eu pensava: “O que será que tem de errado comigo? Será que estou fazendo alguma coisa errada? Porque eu folheava o script de 20 páginas e meu personagem só aparecia em três. E um dia comentando isso com o James, ele disse: você é a mais sortuda de todos nós, você não vai ser lembrada só por ter feito esta série. E eu acho que de certa forma, ele estava certo.”

dawsons_jen

A insegurança da então jovem Michelle (que tinha 17 anos de idade quando o show estreou), hoje desapareceu completamente. Ela é a atriz mais consagrada do elenco de Dawson’s Creek em Hollywood, tendo sido indicada três vezes ao Oscar, uma na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (“O Segredo de Brokeback Mountain”) e duas vezes na categoria de Melhor Atriz (“Namorados para Sempre” e “Sete Dias com Marilyn”). E pelo bafafá que está em LA, sua quarta indicação deve sair em 2017, pela sua brilhante atuação no filme, “Manchester À Beira-Mar (com estreia prevista no Brasil para 12 de janeiro).

Eu sou fã de carteirinha da atriz desde que Jen Lindley foi obrigada a se mudar para casa dos avós, ao lado de Dawson em Capeside, porque tinha sido flagrada pelos pais milionários fazendo sexo com seu namorado no elegante apartamento deles em Nova York. Acho que todas as suas indicações ao Oscar foram merecidíssimas e tenho um amor especial por “Namorados para Sempre”, que foi um dos filmes que mais marcou a minha vida.

manchester_poster

Mas confesso que ela realmente está espetacular em “Manchester À Beira-Mar” que gostei tanto que já assisti duas vezes, no NY Film Festival e numa screening em Los Angeles. No filme, Michelle interpreta a esposa de Lee Chandler (Casey Affleck), que é o responsável por um pequeno complexo de apartamentos em um subúrbio de Boston. Quando recebe a notícia de que seu irmão mais velho Joe (Kyle Chandler) morreu de uma doença cardíaca congênita e que, para sua surpresa desagradável, ele foi nomeado tutor legal do filho de Joe, Patrick (Lucas Hedges), Lee, assim, retorna à sua cidade natal à beira-mar, um lugar de muitas memórias queridas, mas muitas também muito dolorosas. Fonte: Cafe com Filme

michele-manchester-2

Este é um daqueles filmes que de uma maneira interessante e quase inexplicável todos nós nos identificamos e nos emocionamos profundamente. Me lembrou o livro de John Green, “Quem É Você Alasca?” E como muitos críticos de cinema já comentaram, você ouve a plateia gargalhar e soluçar durante as 2 horas e 15 minutos de exibição. Michelle aparece pouco, mas suas cenas são vitais para o roteiro e são aquelas também que tocam mais profundamente a plateia.

michele-em-manchester

Eu não só sugiro que todos assistam este filme, que também deve ser indicado ao Oscar nas categorias melhor filme, ator (Casey está brilhante) e ator coadjuvante (Kyle Chandler é uma grande revelação), como sugiro que quem planeje assistir não leia nenhum spoiler sobre a história, porque é a surpresa que mais vai fazer você deixar o cinema pensando nesta obra de arte por muito tempo.

Mas, este ano Michelle nos presenteou com sua performance ao lado de Jeff Daniels no excelente espetáculo de teatro “BlackBird”, que ficou poucos meses em cartaz e tive a honra de assistir na Broadway (BlackBird: https://www.hollywoodeaqui.com/dicas-para-turistar-em-nova-york/), e em outro filme que assisti no New York Film Festival e achei inspirador, profundo, e pra lá de realista: “Certas Mulheres”.

blackbird

Este filme mostra a jornada de Laura Wells (Laura Dern), Gina Lewis (Michelle Williams), Jamie (Lily Gladstone) e Beth Travis (Kristen Stewart). Elas tem poucas coisas em comum além do fato de que elas moram no estado de Montana. No entanto, as circunstâncias farão com que suas histórias se entrelacem de uma maneira íntima e profunda, ainda que distante, conforme buscam seus lugares no mundo. Fonte: Adoro Cinema

certas-mulheres-poster

Todas as atrizes estão sensacionais. Kristen Stewart dá um show e Michelle com sua atuação autêntica nos faz repensar nossos próprios valores ao compartilhar a trajetória de Gina, sua personagem.

certain-women-670x370

Michelle é considerada uma das melhores atrizes de sua geração. Todos os seus personagens, assim como seus filmes tocaram a minha vida de forma especial, assim como a surpreendente morte de Jen no último episódio de “Dawson’s Creek”. James tinha razão e hoje Williams não é conhecida pelo seus anos de televisão, mas pelo seu talento na telona. Eu sei que muitos acham seus trabalhos depressivos, já eu os encaro como transformadores.

Michelle Williams é uma das poucas grandes estrelas de Hollywood que não vive nos holofotes, hoje em dia, raramente aparecem fotos suas nas redes sociais ou na mídia. Discreta, ela mora no Brooklyn, onde cria sua paixão, a filha Matilda. No dia a dia simples, ela tira inspiração para suas performances glamourosas, inspirando aqueles que, como eu, apreciam sair do cinema com uma nova bagagem de lições para dissecar e aplicar na vida real e no nosso relacionamento com nós mesmos e com o mundo.

Dawson’s Creek

 

 

Manchester À Beira-Mar
 

 

Trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *