“Um Dia de Chuva em Nova York” traz Woody Allen sendo Woody Allen

Por: Mônica Lima

Em meio à polêmica envolvendo sua vida pessoal, Woody Allen chega às telas brasileiras de cinema com “Um dia de chuva em Nova York”. Nós conferimos a comédia romântica do diretor, que retorna a Manhattan, desta vez com um trio jovem como protagonista.

Sinopse: Apaixonado por Nova York, Gatsby (Timothée Chalamet) decide passar um fim de semana na cidade ao lado de Ashleigh (Elle Fanning), sua namorada. No entanto, aquilo que era pra ser uma aventura romântica acaba tomando um rumo inesperado. Aspirante à jornalista, Ashleigh conhece o diretor de cinema Roland Pollard (Liev Schreiber), que a convida para a exibição de seu mais recente trabalho. Gatsby, por sua vez, encontra Chan (Selena Gomez), a irmã mais nova de sua ex-namorada, com quem passa o restante da viagem. Fonte: Imagem Filmes

 

O longa passeia por Manhattan através da narrativa de Gatsby, (Timothée Chalamet personificando Woody) e suas dúvidas existenciais, em um roteiro leve, com sacadas divertidas que, porém, não traz grandes novidades. Questões familiares, amorosas e sociais de um jovem da alta sociedade e os bastidores da indústria do cinema tornam o longa “o mais do mesmo” de Woody Allen. Muito bem realizado e com cenários encantadores de Nova York, o filme nos dá vontade de rever antigas produções do diretor e, claro, voltar aos cinemas para suas futuras obras. Woody continua em forma, não dá pra negar.

Elle Fanning está hipnotizante com sua deslumbrada estudante de jornalismo e Selena Gomez traz aquela ponta de sarcasmo, que tanto gostamos, ao confrontar a presunção do “atormentado” Gatsby. O filme conta ainda com Jude Law, Liev Schreiber e Diego Luna.


Vale destacar que “Um dia de chuva em Nova York”, que estreia hoje no Brasil, corre o risco de não ser lançado nos EUA. Novamente as acusações de assédio sexual contra Woody Allen vieram à tona com as declarações de Dylan Farrow, filha do diretor com a atriz Mia Farrow. Até hoje nada foi comprovado, mas, em tempos de movimentos como o #MeToo, toda a controvérsia trouxe consequências para o cineasta, que teve um grande contrato cancelado com a Amazon, que distribuiria seu filme nos EUA. Além disso, parte do elenco doou o cachê para o movimento “Time’s Up”, como Timothée Chalamet e Rebecca Hall, protagonista de outra obra do diretor, “Vicky Cristina Barcelona”, que diz se arrepender de ter participado da produção.

 Trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *