Big Little Lies: Livro X Seriado

Por: Raquel Zambon

A HBO acertou em cheio com a produção de Big Little Lies neste ano. A série teve excelentes índices de audiência e conquistou cinco dos oito Emmys a que foi indicada, inclusive o de Melhor Minissérie.

Muita gente se encantou com as histórias de Madeline, Celeste e Jane, o que abriu espaço para a confirmação de uma segunda temporada! Mas, apesar da popularidade, Big Little Lies tem um grande defeito: a série fica muito aquém do conteúdo apresentado no livro de Liane Moriarty.Hoje, vamos analisar em detalhes um daqueles casos em que a literatura dá de dez a zero na televisão.

O SERIADO

A produção da HBO teve oito episódios e centrou a história em Monterey, Califórnia. Essa já é uma grande mudança do livro, que se passa na Austrália. A escolha de Monterey trouxe uma vinheta de abertura espetacular para a série, além de cenários de tirar o fôlego! Entretanto, fez com que a produção perdesse um pouco da credibilidade: a região é uma das mais caras da Califórnia e fica difícil aceitar que uma contadora freelance como Jane consiga morar lá.

A premissa da série é excelente: acompanhar a história de três mulheres enquanto se desvenda uma morte. No entanto, a série dedica uma quantidade de tempo desnecessária a personagens desinteressantes como Renata Klein e Ed Mackenzie. No terceiro episódio, temos uma hora de Renata lidando com as próprias frustrações. No episódio quatro, temos Ed dançando vestido de Elvis, Ed conversando com Bonnie e diversas outras cenas que tiram a atenção da trama principal.

A forma com que a história de Jane foi retratada também tirou muito da riqueza do tema. Na série, Jane é estuprada. Não darei detalhes em excesso do livro, mas adianto que Jane não considera o que aconteceu com ela estupro e, sim, sexo consentido com violência. Categorizar o que aconteceu com Jane diminuiu a importância da história, pois violência é um conceito tão mais amplo do que as pessoas imaginam. Jane sofre um tipo de abuso totalmente diferente de Celeste e, ainda assim, fica marcada para sempre pelo que passou naquela noite. A maneira com que Liane Moriarty trata o tema é muito mais profunda e interessante do que a série deixou transparecer.

Outro ponto bastante negativo é a interpretação de Madeline, que ficou exagerada. Os escândalos por conta de Ziggy e as brigas com Ed não combinam com a essência da personagem criada por Liane, que é uma dona de casa desinteressante. A traição de Madeline foi, inclusive, uma tentativa da série de dar à personagem um lado ousado que ela não possui.

Por fim, vale destacar a construção do último episódio e do desfecho de Big Little Lies. A cena final de Perry foi gravada quase sem palavras e não demonstra aos fãs a complexidade da atitude de Bonnie. Me pergunto se alguns fãs não ficaram confusos com o final.

É uma boa série? Sim, é. Big Little Lies é bem produzida, tem uma história forte e é visualmente impactante. Entretanto, quem lê o livro de Liane Moriarty nunca mais conseguirá ver o show da mesma forma.

O LIVRO

Liane Moriarty faz mágica com temas simples do dia a dia. A maioria de suas histórias é baseada em mulheres comuns que passam por situações inesperadas. Seu diferencial, no entanto, está na forma de construir a expectativa do leitor, deixando pequenas dicas em cada página até o desfecho final.

É exatamente isso que acontece em Big Little Lies: os primeiros capítulos do livro retratam a morte de um dos personagens principais. Geralmente, o objetivo do leitor é descobrir quem é o assassino. Na história de Liane, temos que descobrir quem é a vítima.

Buscar a vítima a cada página traz emoção ao livro, mas a história é muito mais profunda do que isso. Moriarty trata do tema violência com amplidão, seja ela a violência doméstica, a violência que permitimos que outras pessoas nos inflijam ou mesmo aquela que infligimos a nós mesmos.

O livro é incrível, daqueles que você não consegue parar de ler enquanto não termina. Para quem gostou da série, é realmente uma leitura essencial: você vai poder conhecer seus personagens favoritos com mais profundidade e entender que nem tudo é sempre o que parece.

Liane Moriarty já tem outras obras publicadas no Brasil. Vale a pena conferir também o excelente “O Segredo do meu Marido”, que é ainda melhor que Big Little Lies. Boa leitura!

Um comentário sobre “Big Little Lies: Livro X Seriado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *