Curar e buscar um novo ano! Feliz aniversário, Claudinha

Claudinha, li esta poesia e lembrei de você e dos últimos meses insanos desta pandemia. Achei inspirador, feminino e forte para este dia especial.

“Cura-te a ti próprio com a luz do sol e os raios da lua. Com o som do rio e da cachoeira. Com o balanço do mar e o agito dos pássaros.

Cura-te a ti próprio com hortelã, com neem e eucalipto.

Adoça-te a ti próprio com lavanda, alecrim e camomila.

Abraça-te a ti próprio com a fava do cacau e um toque de canela.

Coloque amor no chá invés de açúcar, e o tome olhando para as estrelas.

Cura-te a ti próprio com os beijos que o vento lhe trará e com os abraços da chuva.

Torna-te forte com os pés descalços no chão e com tudo que nascerá com isto.

Torna-te mais sábio todo dia pela escuta de tua intuição, olhando para o mundo com o olho ao centro de teus olhos.

Pule, dance, cante, de modo que possas viver mais alegre.

Cura-te a ti próprio, com belo amor, e lembra-te sempre… tu és a medicina.” – Conselho de Maria Sabina, indígena, xamã, poeta, mexicana

Amiga, te desejo muitas danças de pés descalços, muitos amores perfumados com cacau e canela, hortelã e alecrim. Que o vento te traga os melhores conselhos e que o sol banhe o seu rosto e te encha de alegria com o seu calor. Que a Lua vele teu sono e que o amanhecer clareie sua mente. Se a medicina está em nós, que ela venha com a sabedoria dos dias, que a “cura” venha das suas escolhas. Siga forte em busca dos seus sonhos.

Te desejo nada mais nada menos que muita saúde para as aventuras que te aguardam no seu novo ano. Um feliz aniversário!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *