Só Seriados: Colírios da telinha reunidos no Deadline Contenders

Como controlar a fã histérica de 16 anos, que mora no meu corpo de 50, quando fica frente a frente com seus crushes Miles Teller, Joshua Jackson e Jared Leto no mesmo final de semana?

O coração de viciada em seriado pulou de emoção ao reencontrar esses três ícones no Deadline Contenders. No evento, os atores representaram as séries “The Offer”, “Dr. Death” e “Wecrashed”, todas estão na corrida do Emmy Awards, o Oscar da TV.

Já tive a honra de conhecer Miles, intérprete de Peter Hayes, o vilão de “Divergente”, Joshua que será pra sempre Pacey Witter, meu favorito em “Dawson’s Creek” e Jared, que foi Jordan Catalano, meu primeiro amor televino em “Minha Vida de Cão”.

Mas encontrá-los novamente, nos estúdios da Paramount, foi um presente e tanto, ainda mais depois de dois anos de pandemia, quando o evento aconteceu apenas online. Compartilhamos fotos, vídeos e alguns segredos desses dias inesquecíveis na coluna Só seriados de hoje. Confira!

Miles estava tão animado quanto eu. Ao ser aplaudido no painel de “The Offer”, ele levantou e brincou com a plateia “obrigado, obrigado. Estou a tanto tempo ser pisar em um palco e receber o carinho das pessoas que tenho que aproveitar”.

 

A minissérie estreia essa semana. E já estou louca para acompanhar. Confiram os detalhes:

Sinopse: A minissérie The Offer apresenta os bastidores por trás da obra prima de Francis Ford Coppola (Dan Fogler), O Poderoso Chefão, estrelado por Marlon Brando (Justin Chambers) e adaptado do livro de Mario Puzo (Patrick Gallo). A trama acompanha o produtor Albert S. Ruddy (Miles Teller) e Robert Evans (Matthew Goode) enquanto se preparam para a produção do filme e se esforçam para driblar todos os problemas enfrentados durante o processo. Com a ajuda de sua parceira Bettye McCartt (Juno Temple), Albert consegue juntar as peças do que enventualmente se tornaria uma das maiores produções do cinema norte-americano. Porém, um dos principais problemas durante da adaptação do livro foi o impasse causado por algumas das grandes famílias do crime organizado. Incomodado pela exposição da trama sobre a família Corleone, Joe Colombo, um dos chefes da máfia de Nova York, tenta dar fim à produção, chegando ao ponto de ameaçar os produtores de morte. Mas, mesmo correndo risco, Albert se negou a interromper o grande projeto de sua vida. (Fonte: Adoro Cinema)

 

Joshua Jackson estava puro charme. Exatamente como imaginei meu Pacey na maturidade. Mas, sonhos de adolescência à parte, o ator falou sobre o desafio de interpretar um psicopata da vida real: “não podemos julgar nossos personagens, então foi um exercício interessante pra mim entrar na mente do Christopher que, claramente, é um psicopata. É sempre difícil interpretar uma pessoa que está viva. Ele está preso, nunca nos encontramos. Mas estive com pessoas que o conheceram, assisti vídeos, entrevistas, tudo isso serviu para a minha pesquisa”.

 

 

Eu maratonei essa série em poucos dias. Não é fácil de assistir. Joshua está tão bem que a gente fica revoltada com as atrocidades do Dr. Death. Mas isso é um bom ator. Vale a pena conferir.

Sinopse: Dr. Death acompanha Christopher Duntsch (Joshua Jackson), um jovem cirurgião carismático e brilhante, com uma carreira de sucesso pela frente. Mas tudo começa a mudar quando pacientes que foram operados por ele, durante cirurgias rotineiras, ficam mutilados ou até mesmo mortos. Para evitar que o número de vítimas aumente ainda mais, dois colegas de trabalho, que também são cirurgiões, resolvem investigar o que está acontecendo. (Fonte: Adoro Cinema)

 

Quem conhece Jared Leto sabe que ele adora causar. E o rei do entretenimento conseguiu surpreender a todos revelando um segredo que nem os produtores de sua série “Wecrashed” sabiam, no painel do Deadline Contenders, “eu conheci o Adam uma vez. Foi um encontro super secreto, foi quase uma operação da CIA. Não posso falar muito sobre isso. Nada foi gravado, não temos fotos e também não posso revelar onde foi. Mas posso dizer que me ajudou muito. Foi bom estar com ele pra entender melhor seus maneirismos e até a sua relação com a esposa. Porque é bom lembrar que essa história está sendo contada com base na relação dele e da Rebekah, o que tornou tudo ainda mais interessante”.

 

 

Olha, vou dizer que praticamente não dormi durante dois dias, devorando todos os episódios. E, Jared tem razão, a relação do casal é o fio condutor e a base da minissérie, assim como era da WeWork, empresa que eles fundaram e muitos de nós conhecemos e frequentamos. Eu confesso que sou usuária dos escritórios, especialmente quando estou em NY, mas desconhecia a operação, os dramas e os segredos por trás da startup que rendeu bilhões aos seus fundadores, embora tenha demitido eles. Sensacional!

WeCrashed, minissérie original da Apple TV+, acompanha o casal Adam (Jared Leto) e Rebekah Neumann (Anne Hathaway), co-fundadores de uma das maiores startups do mundo, a WeWork. A trama apresenta como eles, junto com o colega Miguel Mckelvey (Kyle Marvin), conseguiram criar uma companhia multimilionária, mas que por divergências ideológicas e ganância, a empresa sofreu grandes perdas financeiramente. Adam e Rebekah rapidamente conquistaram a atenção da mídia por, supostamente, revolucionar o ambiente de trabalho de empresas mundo afora. Os dois tentaram criar uma imagem moderna e inovadora, se distanciando de modelos tradiocionais de negócios e pintando a WeWork como o futuro das startups. Mas o sonho de um negócio bem-sucedido foi por água abaixo após várias decisões equivocadas. Depois de falhar em expandir a empresa, o casal sofreu um enorme prejuízo de mais de 2 bilhões de dólares. (Fonte: Adoro Cinema)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *