SXSW 2018: Programação intensa no maior e mais prestigiado festival multimídia dos EUA

Por: Claudia Ciuffo

O festival South by Southwest, mais conhecido como SXSW, celebra filmes, programas de TV, música e as tendências do mundo digital. Acontece anualmente no mês de março, na cidade de Austin, capital do Texas, é o maior e mais prestigiado festival multimídia dos EUA.

 

Foi no SXSW que o Twitter foi apresentado ao mundo pela primeira vez há 11 anos. Aliás, foi lá também que a carreira do cantor John Mayer decolou em 2000. Assim como a carreira das divas Ellie Goulding (2010), e Amy Winehouse (2007), já estrelas na Inglaterra, que ganharam o coração dos norte-americanos e do mundo, após seus épicos shows no festival.

Isso, sem contar com a estreia de diversos filmes e documentários, servindo como uma vitrine para as produções independentes do cinema mundial.

Ir ao SXSW era um dos meus grandes sonhos desde que morei em Houston, no Texas em 2001. Muita água rolou, e, finalmente, depois de 17 anos, a oportunidade veio com o credenciamento do Hollywood é Aqui como veículo de imprensa. O festival tem duração de 10 dias, e nos ficamos 4 dias em Austin que valeram por 20! Foi, sem dúvidas, uma experiência inesquecível. Não só pelas estreias dos filmes que tivemos a oportunidade de assistir, como pelos painéis, eventos e pelas várias festas, que curtimos enquanto estivemos na animada capital do Texas, que por sinal é terra natal da nossa querida Dakota Johnson.

 

 

Verdade seja dita, a programação do festival é intensa, escolha a sua credencial de acordo com os seus principais interesses pois, diferente de outros festivais, o que é interessante sobre o SXSW é que a credencial vai te ajudar a determinar suas prioridades. Por exemplo, a nossa credencial era de filme, tendo em vista que cinema é a nossa especialidade. Com isso, nós tinhamos prioridade para entrar em todos os eventos relacionados a cinema e à TV, e a maioria deles aconteceu no primeiro final de semana do festival, quando estivemos lá.

A segunda metade do festival é dedicada à musica, e durante todos dos dias acontecem eventos e painéis com foco nas tendências da era digital. Importante ressaltar que, sim, com a minha credencial de cinema, eu posso frequentar eventos e painéis de música e de mídia interativa, só não entro na fila de prioridade, pois ela é dedicada àqueles que têm as credenciais correspondentes.

Assim, apesar do número de frequentadores do SXSW ser maior a cada ano que passa, todo mundo tem a oportunidade de, mesmo enfrentando filas, ter a chance de ir ao seus eventos favoritos. Aliás, algumas filas são longas, mas diferente da Comic Con em San Diego, não é preciso dormir nelas. E o aplicativo do festival funciona super bem e te avisa quando os painéis já estão lotados ou quando tem poucos lugares e você deve correr para garantir o seu. Um espetáculo! Tudo muito bem organizado!

 

 

Muitas celebridades do mundo do cinema e da música vão promover seus filmes e participar de eventos no SXSW, mas figuras importantes da política também marcam presença no festival. O destaque do nosso primeiro dia de festival foi o bate-papo com o senador Bernie Sanders, que nas eleições de 2016, nos EUA, foi candidato pelo partido democrata, ele perdeu as eleições preliminares para Hillary Clinton, mas conquistou o coração de todos os milênios no país, inclusive da nossa Shailene Woodley que apoiou a sua candidatura, juntamente com atrizes como Susan Sarandon e Rosario Dawson.

Bernie, que é um defensor ferrenho do meio-ambiente, falou da importância da sua preservação e de como acredita que os jovens unidos têm o poder de conseguirem a aprovacão de uma lei que proíba a venda de armas e evite tragédias, como a que aconteceu numa escola na Florida, mês passado. Movimento, que diga-se de passagem, ele apoia. O moderador do papo foi Jake Tapper, um dos âncoras da CNN. Mas Bernie, que começou a conversa afirmando que falaria com a plateia abertamente, como se estivesse dando uma entrevista para um veículo de média independente (são os veículos que não recebem de anunciantes, ou seja, eles vivem das doações e suporte de seus próprios leitores, e reportam sem nenhuma censura), criticou não só o Presidente Trump, de quem discorda em todos os sentidos possíveis e imagináveis, como também criticou a própria CNN, por focar suas reportagens muitas vezes em assuntos superficiais, como uma suposta “amante” do Presidente. O senador disse que a vida pessoal de Trump não pode e nem deve roubar atenção e ocupar o espaço de outros assuntos, como o meio ambiente e o controle da venda de armas, que são tratados de forma irresponsável pelo próprio Trump.

Bernie levou a plateia ao delírio com suas opiniões progressistas e sua boa energia. Foi realmente uma honra ouvi-lo falar ao vivo pela primeira vez. Ele afirma que ainda não sabe se vai se candidatar nas próximas eleições presidenciais em 2020, mas todo mundo saiu do principal salão do centro de convenções de Austin, torcendo para que ele decida entrar na corrida e transformar de fato a Casa Branca.

 

 

Para encerrar meu primeiro dia no SXSW, coincidência ou não, fui na festa da CNN. A decoração estava impecável, assim como os bons drinks, os aperitivos e a vista do terraço do badalado bar, transformado em lounge no centro da cidade. Mas o auge mesmo foi a presença da jornalista Christiane Amanpour, que era o ídolo de Rory Gilmore e fez uma participação na última temporada de “Gilmore Girls”, os fãs vão lembrar, e eu que troquei algumas palavras com ela sobre o SXSW, quase morri de emoção. Além de super competente, ela é uma fofa. Rory escolheu bem sua inspiração e eu terminei minha noite de estreia no SXSW, brindando a vida ao lado dos jornalistas que mais admiro. Realmente, um daqueles dias em que a realidade é muito, mas muito melhor que o sonho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *