“tick, tick…BOOM!”: Musical autobiográfico de Jonathan Larson ganha versão na Netflix

Os fãs de musicais veneram Jonathan Larson, o gênio que escreveu o premiado “Rent”, um dos maiores sucessos da Broadway. A trajetória de Larson tem mais coisas em comum com os personagens que criou do que ele mesmo podia imaginar. Jonathan faleceu repentinamente de um aneurisma na aorta, aos 35 anos, na manhã do dia que “Rent” estreou no circuito Off-Broadway.

Larson não sabia que sua obra viraria filme, documentário, referência em seriados e filmes, e que seu espetáculo seria montado em diversos países pelo mundo afora, inclusive no Brasil. Ele se foi, mas o sucesso de “Rent” celebrou seu extraordinário talento.

Alguns podem nem conhecer “Rent”, mas já ouviram “Seasons of Love”, uma de suas canções mais populares. Foi essa música, inclusive, que o elenco de “Glee” escolheu para abrir o episódio em homenagem a Cory Monteith (Finn), após sua partida prematura.

A letra é um questionamento sobre o que valorizamos na nossa jornada e como medimos o nosso tempo. Eu assisti “Rent” com o elenco original em 1996. Essa peça inspirou tanto a minha alma jovem que sua lição virou a minha filosofia de vida. Eu acompanhei tudo que foi lançado sobre “Rent” ao longo dos anos, inclusive vi a montagem com Vanessa Hudgens, no Hollywood Bowl em LA. Volta e meia, assisto vídeos antigos no Youtube e sempre me emociono. Sou tão obcecada que já fiz cartão de Natal com a letra dessa música e mandei para os colaboradores e parceiros do Hollywood e Aqui, em 2018.

https://www.hollywoodeaqui.com/vamos-fechar-2018-com-chave-de-ouro-feliz-dezembro/

E, como todo fã,  eu quero que as novas gerações conheçam e se apaixonem não só por Rent, mas pela obra de Jonathan Larson. Pra minha felicidade, outro ícone da Broadway, Lin-Manuel Miranda, vencedor do Pulitzer e do Tony, estreia na direção com “tick, tick…BOOM!”, uma adaptação do musical autobiográfico de Jonathan, protagonizado por Andrew Garfield, que será lançado na Netflix, e em alguns cinemas, dia 19 de novembro.


Ambientado na década de 1990, o filme conta a história de Jon (Andrew Garfield, indicado ao Oscar e vencedor do Tony), um jovem compositor teatral que trabalha como garçom em um restaurante de Nova York enquanto tenta criar um grande musical.

Dias antes de apresentar o projeto, Jon vive um momento de pura pressão e precisa lidar com a namorada Susan, que sonha com uma vida artística muito além de Nova York, o amigo Michael, que abandonou os sonhos para buscar a estabilidade financeira, e a comunidade de artistas assolada pela epidemia da AIDS. Correndo contra o tempo, Jon enfrenta o grande dilema da vida: o que devemos fazer com o tempo que temos? Mal sabia Larson que o dilema que ele enfrentou nos anos 90 teria ainda mais relevância hoje em dia, quando essa pergunta grita em nossas mentes, todos os dias, durante a pandemia.

Nessa vibe, é certo que o filme já entrou na lista dos imperdíveis de 2021.

Mesmo se você nunca ouviu falar de Jonathan Larson e ainda não conhece “Rent”, ou já é fã e quer matar as saudades, confira a matéria que nosso amado colaborador Luan Menezes escreveu na nossa coluna Só Seriados, em 2019. Emoção garantida!

https://www.hollywoodeaqui.com/rent-musical-e-um-sopro-de-liberdade/

 

vvvvv
vvvvv Vocês sabiam que o ano tem 525.600 minutos? Aprendi em 96, quando saí do teatro cantando Seasons of Love. Desde que conheci Mariana Benevello , que é fã de musicais, eu falo pra ela como “Rent” impactou a minha vida. Foi dela que ganhei esse presente de aniversário que, não só traduz a forma como caminho na minha trajetória, como é útil pra uma pessoa que está sem casa, como eu.

Pasmem, mas vocês não têm ideia da quantidade de chaves que uma pessoa que mora no sofá dos amigos carrega. Mari sabe das coisas e me conhece bem. E esse sim é um dos presentes mais significativos que ganhei. Um símbolo do que valorizo na vida. 💝

vvvvv

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *