VSD: Indicações para o Emmy Awards continuam sem fazer justiça aos melhores

Nesse episódio do nosso podcast, o Verdade Seja Dita, eu repito meu mantra sobre as indicações do Emmy Awards, a maioria dos membros da Television Academy vota sem assistir as séries que estão na corrida. Essa é a opinião que não mudou desde que estive na premiação pela primeira vez, em 2010.

O mais agravante é que, além de não darem chance aos novos seriados, muitos nem acompanham a temporada atual dos shows que estão na corrida e que, mesmo assim, acabam elegendo os mesmos como seus favoritos em diversas categorias, baseados nas campanhas realizadas pelos serviços de streaming e pelas emissoras de TV aberta e canais a cabo; pelo buzz, pela familiaridade com alguns profissionais e pela fama de outros.

Em suma, desde os tempos que Tatiana Maslany sofreu uma injustiça ao não ser indicada para o Emmy Awards por sua performance brilhante em “Orphan Black” (quando indicada, no ano seguinte, pela pressão dos fãs e da imprensa, Tatiana levou a estatueta na categoria melhor atriz drama) até hoje, quando Selena Gomez não recebe uma indicação, enquanto os seus dois companheiros de cena (Steve Martin e Martin Short) são privilegiados com o reconhecimento, em “Only Murders In The Building”, o fato é que os membros da Television Academy têm muito trabalho a fazer, especialmente em relação à diversidade que, mesmo com o recorde de indicações da série coreana “Squid Game” – o primeiro seriado falado em língua estrangeira a concorrer na categoria melhor série drama-, ainda tem categorias dominadas por atores brancos.

Curte o tema e quer saber mais detalhes? Só dar play!

https://gshow.globo.com/google/amp/tudo-mais/pop/noticia/emmy-2022-veja-a-lista-completa-dos-indicados.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *