Em Tempo: A Versão Sem Cortes de Cinquenta Tons Mais Escuros

Em tempo, PARA TUDO: vamos falar da versão sem cortes de “Cinquenta Tons Mais Escuros”, que foi lançada no iTunes na última terça-feira. Eu consegui comprar na segunda à noite e PIREI! Assisti até altas horas da madrugada, não só a versão unrated do filme, como as cenas deletadas, o teaser de “Cinquenta Tons de Liberdade” e todos os extras, que incluem entrevistas exclusivas com os produtores, com o diretor James Foley, a autora dos livros E.L James e, Niall Leonard, seu marido e roteirista. Sem contar com o bate-papo com todo o elenco. Jamie Dornan, Dakota Johnson e Foley falam também do desafio de rodar as cenas de sexo e como foi importante demonstrar a evolução da intimidade de Ana e Christian neste filme.

Enquanto a versão que assistimos no cinema tem 1h57min e 48 segundos (incluindo os créditos), a sem cortes tem 2h11min (também com os créditos), o que significa cenas inéditas e mais takes de momentos marcantes como o baile de máscaras e o acidente de helicóptero.

Eu confesso que a cena que eu mais gostei, que só entrou na versão sem cortes e passou a ser a minha preferida do filme inteiro, foi a da mesa de sinuca. Eu tinha sentido falta dela quando assisti ao filme no cinema, mas fiquei tranquila ao saber que estaria na versão prolongada, mas não tinha ideia que seria tão sexy e ao mesmo tempo engraçada. Realmente a Dakota salvou a Anastasia Steele do drama e o Jamie Dornan também deu um tom bem mais divertido e menos paranoico ao Christian Grey, que contribuiu e muito para o resultado final do filme.

 

 

Nesta versão, revemos Carla, a mãe de Anastasia e seu marido, assim como revivemos um momento do livro que reúne todos os personagens principais no apartamento de Christian, quando ele retorna após o desaparecimento de Charlie Tango. São cenas curtas, mas especiais.

E, claro, a cena que Grey e Ana se beijam no beco, pela primeira vez depois da briga, ao saírem da exposição de fotografia de Jose também tinha ficado de fora da versão que passou no cinema, mas para a alegria do nosso coração de fã está na versão sem cortes.

Mais algumas curiosidades que me chamaram atenção nos EXTRAS:

O diretor conta que as cenas de sexo dos dois filmes (“Cinquenta Tons Mais Escuros” e “Cinquenta Tons de Liberdade”) foram rodadas em meio às filmagens em duas partes. E destacou que o senso de humor de Dakota e Jamie foi essencial para que a gravação dessas cenas fluísse de forma mais leve e divertida.

Outro momento interessante dos extras é quando E.L. James fala sobre o roteiro escrito pelo seu marido: “nós ainda estamos nos falando, isso é um bom sinal”, diz a autora que teve diferenças de opinião com a roteirista e a diretora do primeiro filme, “Cinquenta Tons de Cinza”, que levaram ambas a desistirem de continuar no projeto. Mas, desta vez, a relação dela com o diretor James Foley foi bem tranquila, segundo ambos nas entrevistas, eles se tornaram amigos.

James Foley também comenta que ficou impressionado como Dakota Johnson entende não só de atuação, mas de todo o processo de fazer cinema. Segundo ele, um dia Dakota pode ser uma ótima diretora, se ela quiser.

E uma coisa que pelo menos eu não sabia e que E.L. James conta na entrevista: “Cinquenta Tons de Cinza” e “Cinquenta Tons Mais Escuros” inicialmente eram um livro só, que depois ela dividiu, terminando o segundo livro com um cliffhanger gigantesco para incentivar as pessoas a continuarem lendo. Tendo em vista o sucesso imenso do material, a gente sabe que a tática da autora funcionou.

Agora para encerrar meu histerismo, com o lançamento da versão sem cortes de “Cinquenta Tons Mais Escuros”, com chave de ouro, uma homenagem a minha musa Melanie Griffith, por sua filha Dakota Johnson:

Desde que assisti “Darker” no cinema, reparei a homenagem que Dakota fez a sua mãe, Melanie Griffith, reproduzindo uma das últimas cenas de seu filme “Uma Secretária de Futuro”, que por sinal eu também tenho e amo de paixão, eu queria assistir as duas cenas seguidamente. Claro que já fiz isso várias vezes, e coloquei abaixo para vocês também curtirem essas duas divas que fazem parte da Realeza Hollywoodiana.

Divirtam-se!!! E vamos trocando figurinhas sobre Anastasia e Christian até fevereiro de 2018, quando furtaremos novamente na estreia de “Cinquenta Tons De Liberdade”!

 

 

Um comentário sobre “Em Tempo: A Versão Sem Cortes de Cinquenta Tons Mais Escuros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *