Sundance Film Festival 2019: Cinema brasileiro é prestigiado com exibições no evento

Nada nos deixe mais orgulhosos do que ver o cinema brasileiro muito bem representado em um festival tão prestigiado como o Sundance.

Este ano, destacamos “Abe”, filme que marca a estreia de Fernando Grostein Andrade como diretor de filme de ficção. O longa conta a história do menino meio israelita e meio palestino Abe, personagem interpretado por Noah Schnapp (“Stranger Things”), que usa sua paixão por cozinhar para tentar unir sua família dividida. O filme ainda não tem data de estreia prevista.

 

O documentário brasileiro “Democracia em Vertigem”, dirigido por Petra Costa abriu o festival no icônico teatro Egyptian. O filme conta a história do controverso impeachment da ex-presidente Dilma Rouseff, narrado pela própria Petra, que acompanhou o processo desde o começo, passando pela prisão do ex-presidente Lula, até a eleição de Jair Bolsonaro. O filme conta com entrevistas exclusivas com Dilma e mostra momentos íntimos de Lula com sua falecida mulher Marisa Letícia, além de mostrar inúmeros escândalos de corrupção de políticos que se mantiveram impunes. Segundo Petra, o filme estará disponível no Netflix ainda esse ano.

A co-produção Brasil/Uruguai/Dinamarca/ Noruega e Chile “Divino Amor”, dirigido pelo veterano premiado Gabriel Mascaro (“Boi Neon”, “Ventos de Agosto”), se passa em um Brasil de 2027 e acompanha a jornada de Joana, que trabalha como escrivã em um cartório e que tenta salvar o casamento de casais que chegam para entrar com pedido de divórcio. O filme recebeu críticas excelentes pela mídia internacional.

 

Meu coração cinéfilo verde e amarelo não poderia estar mais feliz em saber que o mundo está reconhecendo nossos talentos e as obras-primas produzidas pelos cineastas brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *