Virgin River estava entre as séries mais aguardadas do ano

Por: Luana Mattos

“Virgin River” estava entre as séries mais aguardadas do ano, suas 3 primeiras temporadas cativaram o público de forma unânime, porém a 4ª temporada deixou um pouco a desejar. A linha do tempo da série discorre de forma confusa, deixando alguns furos difíceis de explicar, um deles – que já virou meme na internet, é a gravidez interminável de Charmaine (Lauren Hammersley).

Embora seja engraçado compará-la à “grávida de Taubaté”, esse enredo, que ficou perdido no limbo da história, acaba colocando em dúvida a autenticidade de outros fatos profundos e marcantes que não poderiam ter acontecido em tão pouco tempo.

Ainda assim algo nos leva a maratonar “Virgin River”, seja pelo cenário encantador que nos transporta para uma cidade onde todos gostariam de morar, ou a esperança de que a série encontre seu rumo em breve e as coisas voltem a fazer algum sentido. A verdade é que “Virgin River” tem uma característica peculiar entre as demais séries do catálogo, podendo ser brevemente comparada a “Doces Magnólias”, é este estilo novelesco que de forma doce e gentil nos convida a participar das vidas de suas personagens.

Relembrando a sinopse: Virgin River é uma série baseada nos romances da autora Robyn Carr e é centrada na personagem Melinda Monroe (Alexandra Breckenridge), uma mulher que responde a um anúncio para trabalhar como enfermeira na remota cidade de Virgin River, na Califórnia. Desesperada para deixar seu passado doloroso para trás, ela vai embora de Los Angeles, achando que seria o lugar perfeito para começar de novo. No entanto, logo descobre que a vida em uma cidade pequena não é tão simples quanto ela esperava e que precisa aprender a se curar antes de poder fazer de Virgin River seu novo lar.

Nesta trama, na qual não sabemos ao certo quem é o mocinho e quem é o vilão, uma vez que nenhuma storyline foi devidamente explorada, é difícil dizer quais são as expectativas do público quanto ao desfecho da série, cabe agora a “Dona Netflix” acertar a mão e recuperar esse enredo que, em algum momento, parece ter “desandado”, pois seria um desperdício perdermos um elenco tão querido e cativante quanto o de “Virgin River”.

Sabendo disso, a plataforma não perdeu tempo e já iniciou as gravações da 5ª temporada, que promete redimir as falhas de sua antecessora. Ao longo das quatro temporadas, a série investiu em vários plots – e todos com muito potencial. Muitas perguntas foram levantadas na última temporada e esperamos que as respostas sejam, no mínimo, satisfatórias para que o público que permanece fiel não se sinta enganado pela trama.

Já assistiu “Virgin River”? Conta pra gente sua opinião sobre a série nos comentários!

 

“Meu nome é Luana Mattos, sou gaúcha, cristã, apaixonada por jornalismo e idiomas. Descobri nas palavras meu refúgio e, além disso, descobri que elas podem mudar o mundo!”
@luanatmattos

2 comentários sobre “Virgin River estava entre as séries mais aguardadas do ano

  1. Gostei muito apesar de algumas incoerências, recomendei as amigas q tb amaram, q agora nessa nova t emporada as grávidas nos apresentem seus herdeiros. E a verdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *